Archive for August, 2004

E aqui estou eu, no trampo, em pleno Sabadão. Pelo menos, o dia está feio lá fora. Sabe, esse lance de trampar quarenta horas por semana não faz muito sentido. O Fernando sempre fala: “Vê se não trabalha muito”. É verdade. Ainda mais quem trabalha com coisas criativas. Quero dizer, se eu ficasse aqui realizando […]

A mente funciona de umas maneiras inexplicáveis. Hoje, no meio do almoço, comentei para Iara, do nada: “A Genna Davies é bem bonita, né?” A Iara fez uma cara de incompreensão e me perguntou de onde tinha desenterrado a Genna Davis. E eu expliquei: “Tá vendo aquele cara que foi ali para o fundo? Olha […]

Poucas coisas são mais chatas do que baterem no seu carro. Tem várias bem mais terríveis, outras bem mais tristes, mas essa, na chatice, é campeã. Pois é, bateram no meu carro na frente da casa da Iara, estacionado na rua. Um belo dum amassão que vai me custar um preço de um cd-player (que […]

Sabem, eu faço aulas de Sábado. Começa às oito da manhã, tem uma hora de almoço, e termina às seis da tarde. É bastante cansativo, e dependendo da aula, e do professor, e do assunto, e mesmo de mim mesmo, pode ser extremamente difícil manter-se acordado. Aí eu desenvolvi uma técnica. Pode parecer meio idiota, […]

Foi assistir ao Hellboy, dirigido pelo Guilhermo del Toro, que já dirigiu o Blade II. Uma pena. Um filme que tem um visual fantástico, personagens muito legais, fugindo dos clichés que estamos acostumados, um roteiro consideravelmente épico, bons atores, um vilão fantástico (Rasputin!), tudo de bom. Mas o diretor… Bem fraquinho. A história é lenta, […]

Esse final de semana foi típico, tirando o fato de ter ido no Giovanetti IV dois dias seguidos: Sexta, com o pessoal do MBA, e Sábado, com a galera do RPG. E Domingão jogamos Supermario Party, e fomos assistir o filme do Michael Moore, Farenheit 9/11. Ao contrário do Bowling for Columbine, esse filme é […]