E eu fui assistir com a Iara ontem o Indiana Jones e o reino da caveira de cristal. E meu veredito é: filmão, tão bom quanto os outros filmes do Indy. E se você não viu o filme, pare de ler que abaixo seguem spoilers.

O filme segue direitinho a linha dos filmes anteriores, com muitas cenas com dublês e pouco CGI. As homenagens aos filmes pulp é evidente, assim com as homenagens a Enroll Flynn, Tarzan e aos filmes clássicos da década de 50 como “O Dia em que a Terra Parou” e “Guerra dos Mundos”.

Shia LaBeouf está melhor nesse filme que nos Tranformers, e é uma surpresa. Cate Blanchet está ótima, num personagem que parece que saiu diretamente dos quadrinhos. A história se passa claramente 20 anos depois de “A última Cruzada”, e a dupla Spilberg e Lucas conseguiram mostrar um Doctor Jones nos anos 50 muito bem.

Eu me diverti pra valer na sala de cinema. Tem alguns momentos meio forçados demais (até para um filme de aventura pulp) e que poderiam ter ficado de fora, como as lutas aleatórios com índios mutantes e aquela seqüência dos macacos que, apesar de homenagem, é meio demais. Em compensação, cenas como as três quedas e da areia movediça já então entre as favoritas do personagem.

Por fim, adiciono que o filme é feito para os fãs mesmo. Tem várias referências ao universo expandido do Indiana Jones, dá um fim digno aos personagens do Marcos Broddi e o pai do Indiana, e trás de volta a Marion (Karen Allen), a melhor Indy Girl dos filmes anteriores. Recomendo!

Até!


No Responses to “Indiana Jones e o Reino da caveira de cristal”  

  1. No Comments

Leave a Reply